Pílulas

  • All
  • Aprendizado
  • Criando juntos
  • Família
  • Infância negligenciada
  • Livre para aprender
  • O bebê
  • O Movimento
  • Pais
  • Pesquisas
  • Surgimento do eu

As crianças precisam sempre dos mesmos ritmos que se sucedem, para poderem estabelecer uma relação de segurança com o adulto e com o mundo.

Os contornos vivos da natureza auxiliam no desenvolvimento do brincar orgânico com as crianças. Dessa forma nasce uma relação de aventura e experimento.

Os cuidados dos pais e o amor são panos de fundo necessários para fazer com que a criança consiga explorar seu caminho de forma autônoma.

Os primeiros indícios de fala de um bebê devem ser estimulados de forma que os pais incentivem o início de uma conversa para o desenvolvimento da comunicação.

Brincar é uma ótima ferramente de aprendizado, pois trás a liberdade de possibilidades de expressão. Isso incentiva a criança a descobrir novos mundos.

O que acontece com um cérebro que é privado de todo e qualquer tipo de experiência? Os cuidados em níveis de necessidades não fundam a formação de um sujeito.

O investimento na infância é a principal fonte de mudança para o cenário atual. Por isso, é importante o desenvolvimento de políticas públicas aplicadas nessa fase da vida.

O silêncio é um fator importante no desenvolvimento das crianças. Ele oferece possibilidades que influenciam diretamente no descobrimento de características únicas.

Entender que as diferenças são processos naturais dos seres humanos, é entender que existe a necessidade de incluí-los em uma sociedade que respeite suas especificidades.

O contato físico na relação mãe-bebê é muito importante dentro dos primeiros três anos de vida. O afeto é fundamental para o desenvolvimento das crianças.

Neste depoimento, Gisele Bündchen conta como o contato com a natureza é o maior presente que pode dar aos seus filhos e os incentiva a criar suas próprias brincadeiras.

Entenda os potenciais orgânicos que são desenvolvidos ainda na fase uterina e que possibilitam que a criança se torne um sujeito ao longo de seu primeiro ano de vida.

As crianças têm direitos e devem saber que têm direitos. A Convenção sobre os Direitos da Criança permitiu a defesa do que se sabe que é inalienável para todas as crianças.

Entenda como e a partir de que momento os bebês começam a se dar conta de si mesmos e de suas características, como algo externo à existência de sua mãe.

Bebês precisam explorar o mundo, descobrir e aprender sobre o seu entorno a partir de suas próprias experiências sensoriais para que se desenvolvam plenamente.

Como os bebês serão afetados pelas novas tecnologias como celulares, tablets e computadores? Os especialistas apontam suas visões sobre a questão.

É importante não associar a competência familiar à família nuclear composta por pai, mãe e filhos biológicos. É preciso perceber e entender novos arranjos familiares.

Entenda sobre o projeto educacional da cidade italiana de Reggio Emilia, que inspira e contribui para processos importantes de muitas realidades ao redor do mundo.

Embora hoje em dia tenhamos perdido parte do senso de convívio, existem movimentos que buscam reatar com a dinâmica comunitária e contribuem com o crescimento da criança.

Entenda como a relação entre irmãos pode contribuir para o aprendizado sobre colaboração, cumplicidade e convívio com o diferente.

Você sabia que o aleitamento materno é fundamental para o desenvolvimento do sistema imunológico do bebê? Entenda a importância da prática.

A licença parental paga possibilita que os pais cuidem do bebê em tempo integral no começo de sua vida, o que é fundamental para o desenvolvimento pleno da criança.

São as palavras, o amor e a conexão estabelecida entre os pais e a criança que fazem a diferença no desenvolvimento autônomo dos pequenos.

É comum ouvirmos que, hoje em dia, os pais ajudam mais na criação de seus filhos e filhas. Mas será que esperar que eles simplesmente ajudem é o suficiente?

Você sabia que existem diferentes tipos de memória? Entenda como a aquisição de cada um deles se dá ao longo do desenvolvimento infantil.

Como os bebês são capazes de aprender sobre emoções observando o comportamento dos adultos? Estudos mostram que esse conhecimento acelera seus estímulos.

O PIM promove o desenvolvimento integral na primeira infância que busca incentivar o desenvolvimento da linguagem, da sócio-afetividade e da atividade motora das crianças.

Ao contarem histórias e transmitirem sua sabedoria às crianças, os avós permitem que elas conheçam, por inteiro, a história de que são personagens.

A criança, ao vir ao mundo, sempre se mostra diferente da idealizada pelos pais. Entrar em contato com os sentimentos decorrentes dessa dicotomia é um meio de superar os desafios.

Os bebês e crianças aprendem mais cedo do que os cientistas acreditavam a 30 anos atrás. Dentro de seus espaços e na comunidade podem ser descobertas maneiras para um melhor desenvolvimento infantil.

Você sabia que os bebês começam a aprender desde quando estão dentro da barriga da mãe? Entenda como se dá esse processo e a sua importância.

Sempre por trás de qualquer inovação tecnológica ou econômica, estão as pessoas que as criaram. Compreender o capital humano desenvolve a sociedade.

O cérebro das crianças é um dos instrumentos mais adaptáveis da natureza. Entenda como essas relações funcionam e potencializam o funcionamento do cérebro.

Os bebês são os melhores cientistas e melhores alunos no mundo. Entenda a importância de deixar que explorem e convivam com o mundo a sua volta.

O afeto e as relações sociais não servem apenas para o desenvolvimento das competências não cognitivas. Sendo assim, são mais importantes do que aparelhos eletrônicos.

Lidar com as próprias emoções é parte fundamental para o desenvolvimento humano. Essa habilidade deve ser estimulada desde o primeiro momento da infância.

A importância do processo de tentativa e erro para aprendizagem, é importante para o desenvolvimento do aprendizado. Mas é fundamental que haja equilíbrio.

É no brincar que a criança aprende e se desenvolve. Ela entra em um mundo de possibilidades que dão oportunidade de descobrir quem ela é e do que ela gosta.

A psicose pós-parto não se trata de humor; são pensamentos externos à mãe. Por isso é importante que haja um cuidado imediato com a mãe e com a criança.

É preciso prestar atenção nos detalhes: a depressão pós-parto existe. Uma mãe deprimida negligencia a criança e isso afeta no seu desenvolvimento.

Baby blues são alterações emocionais no pós-parto que alternam momentos de muita alegria com momentos de tristeza. Porém, especialista afirmam a normalidade da situação.

As funções da mãe e do pai podem ser exercidas por qualquer um, independente do gênero. Quem cria essas crianças, se preocupa em manter uma educação clara e aberta.

Não devemos evitar as frustrações na criança. É importante para que aprendam a lidar com elas e busquem soluções para sair dessas situações.

As crianças costumam falhar bastante. Porém, isso é muito importante para a construção de sua autoestima, que as ajudará a tentar sempre coisas novas, sem medo de errar.

Desde o primeiro momento que a mãe descobre a existência de uma vida dentro dela, as conexões mãe-bebê já se criam. Essa relação pode determinar o futuro da criança.

A empatia é um dos sentimentos mais primordiais da vida e os bebês conseguem adquirir fundamentos básicos de moralidade e demonstrar empatia.

As relações são importantes para a criança desenvolver uma vida afetiva e emocional. A ligação e participação ativa na vida da criança, também é uma demonstração de afeto.

O vínculo criado entre mãe e filho é como uma proteção do bebê, fazendo com que a mãe se dedique intensamente à criança. Com isso, surge a segurança para descobrir o mundo.

Os brinquedos e o espaço físico não são tão importantes quanto as pessoas presentes na vida das crianças. Os pais são determinantes para o desenvolvimento da criança.